sexta-feira, 27 de abril de 2012

Poema: "SEM RESPOSTA" de Lúcia de Fátima


SEM RESPOSTA

Passo depressa pela vida,
sem querer por ela esperar,
vivo reclamando de cada ferida que custa cicatrizar.

Tantas vezes me perdi de mim,
sem saber o começo e o fim,
tantas vezes procurei respostas,
sem querer ouvir ninguem virava as costas,

E me fechava dentro de mim 
e chorava minha própria solidão,
não adiantava estar rodeada de gente,
mesmo livre eu me via numa prisão.

e cada pessoa que eu pensava amar 
era sempre a mesma história,
sempre nos melhores momentos 
eu tinha que dizer adeus sem respostas,

parecia até que tudo que eu queria 
pertencia a alguém,
e mesmo sem ter dono não podia ser meu também.





AUTORA:  
LÚCIA DE FÁTIMA DA SILVA SOUZA ARAUJO
(Estudante de Pedagogia da UVA - Riachuelo - RN)


2 comentários:

  1. Parabéns Lucinha! Vc é mais um grande talento Riachuelense! Suas poesias são lindas! O espaço vai estar sempre aberto. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Eu sou fan desta poetisa ela é maravilhosa

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...